São Valentim

Sabem o que é mais assustador no dia dos namorados?

É que este dia foi criado por tudo aquilo que os namorados querem evitar: um miúdo de fraldas.

Olha o drógado!

Eu nunca experimentei drogas, e aviso desde já que há outras maneiras de vivermos num mundo alternativo: dedicarmo-nos à política. No fundo, os políticos são como os drogados: dependentes e querem sempre uma moedinha. Como o pais está, como é que ainda há dinheiro para drogas? Será que há saldos? Se virmos bem, aquilo está sempre em saldos: compram um, veêm a dobrar. E é por isso que não há maneira de acabar com o vício. Os toxicodepndentes metem medo a qualquer um. Por exemplo, o pior que pode acontecer a um assaltante é calhar-lhe um drogado: se o ameaça com uma seringa ele acha que é bónus. E se acham que com a evolução da nossa sociedade, isto tem tendência a melhorar, enganam-se. No outro dia fui ao centro de saúde e vi um pai aos berros com o filho por causa das vacinas. “Um homem não tem medo de agulhas!” – dizia o pai. Conclusão: antes um filho drogado que um paneleiro.

Ai a bebedeira…

A deputada do PS Glória Araújo foi detida por condução com taxa-crime de álcool. Não percebo o escândalo. Primeiro, o Primeiro-Ministro anda mais perdido que um bêbado e não conduz um carro: conduz um país. Segundo, devia ser obrigatório que todos os deputados fossem bêbados para a Assembleia: diziam todos a verdade e o Vítor Gaspar não se sentia excluído por falar devagar.

P.s:Glória, para a próxima aprende com o governo e bebe em duodécimos.

Parecem bandos de pardais à solta…. os gordos.

Vivemos numa época de caça aos gordos.

Os médicos até abrem pessoas para lhes cortar o estômago e acabar com os gordos. Aliás, é por isso que dizem sempre o peso dos recém-nascidos: se forem gordos são condenados a trabalhos forçados. Não é assim tão diferente de Auschwitz. Mas os médicos não são os únicos. No  verão fui a uma farmácia pedir repelente para insectos porque ia para o Algarve: deram-me repelente para gordos. O mundo está tão mudado que quando eu era miúda via cães a dançar na TV – agora vemos gordos. Gordos a dançar! Qualquer dia até no circo vamos ter gordos a dançar por biscoitos. Gordos no Zoomarine a bater palmas por sardinhas. Já nem o Malato é (tão) gordo! Mas porquê?

Ai Sónia, Sónia…

Imagem

Eugénio Campos criou uma coleção de jóias inspirada na Sónia Brazão. Os brincos, colares e pulseiras têm todas as asas de um anjo e percebe-se porquê: ela esteve quase a ir pelos ares.

Carta à criançada.

Crianças de todo o mundo,

Vamos lá ser coerentes. Este ano não há prendas para ninguém.

Porquê? Primeiro porque há crise. Sabem quando a professora vos apanha brinquedos no meio de uma aula e fica com ele na gaveta da secretária? Há um senhor que anda a fazer isso com os vossos papás. Sim, um senhor que se chama Gaspar. Não, não é o rei mago (se bem que os dois mandam em camelos). Este tira ouro, não dá. Bem, mas continuando. Têm que perceber que o Pai Natal já está muito velhinho e a reforma não dá para tudo. É tão pobrezinho que anda sempre com a mesma roupa e não pode ir a um barbeiro. E a idade já não perdoa! Ainda no outro dia foi internado por causa da diabetes: não larga o vício da coca e depois é isto. E o problema é que passa as manhãs no centro de saúde a tentar marcar consulta.

Pois é petizada…. Este ano, nada de Pai Natal. Até porque em Portugal ele já disse que não entra. Só com as portagens que tinha que pagar ficava sem dinheiro para alimentar as renas. E claro, se fosse de transportes públicos só daqui a uns milénios é que acabava de distribuir as prendas. Por isso já sabem: nada de prendas em 2012.

 

Imagem

%d bloggers like this: